Blog

  • Home
2853AE3C-E5AA-47F5-A40A-17EB7B013EF6_1_102_o

O oposto da paciência é a raiva. A impaciência e a consequente ira fazem com que tenhamos pensamentos terríveis e até sejamos indelicados ou violentos. Mas logo depois vem o arrependimento e pensamos que nunca devíamos ter feito ou dito aquilo. 

Para ter paciência e perseverar nos momentos críticos é necessário dar um passo atrás e refletir sobre o que nos deixou tão zangados. Ao fazer isto, a raiva evapora-se tão rapidamente como surgiu. É por isso que nos aconselham a contar até dez quando ficamos nervosos. O resultado da raiva é sempre um triste vazio. 

Nunca é demais ser paciente. Deste modo, todos sairão beneficiados. 

Por que ficamos irados? A resposta é simples. Quando o nosso desejo é impedido de ser satisfeito, imediatamente surge dentro de nós a ira. Nada é mais humano do que ter desejos e ficar irado. É uma situação que toda e qualquer pessoa vive no quotidiano. 

O esforço constante para evitar a ira é importante, mas é essencial ter atenção e perseverança para construir uma postura positiva e proativa quando a nossa expetativa não é satisfeita ou nos deparamos com uma situação inconveniente. 

Há uma sábia frase budista que diz: 

Muito mais do que nos orgulharmos por não cometer erros, devemos ter humildade, honestidade e sabedoria para os corrigir imediatamente. 

Neste sentido, como devemos agir quando recebemos críticas? 

Ao receber críticas, podemos ficar ofendidos ou considerá-las uma oportunidade para o aprimoramento pessoal. Dependendo da nossa escolha, o futuro pode mudar, e muito. 

☀️ Leia mais sobre este assunto no livro “Causa e Consequência – Filosofia budista para o dia a dia” (de Mauro M. Nakamura, Farol / Penguin Livros, Penguin Bem-estar).

mm
Professor de filosofia budista, cultura japonesa e pensamento nipónico, autor, diretor de conteúdo e presidente da ITIMAN. Diretor internacional da Ichimannendo Publishing Co. Ltd. - Tóquio, Japão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *