Blog

  • Home
FA3BE7E2-2A68-4C6D-B650-A6F709998F44

Era uma vez uma cegonha com fome. A trapaceira raposa se aproximou dela. 

— Cegonha, parece faminta. Por que não vem jantar comigo? 

— É muita gentileza. Aceitarei seu convite. 

Feliz, a cegonha acompanhou a raposa. Na casa da anfitriã, a comida consistia de uma sopa num prato raso. 

— Você não consegue comer alimentos muito duros, não é? Assim, fiz esta sopa especialmente para você. Por favor, sirva-se. 

Porém, o bico comprido impossibilitava a cegonha. Fingindo profundo pesar, a raposa disse: 

— Está sem apetite? Que pena. Bem, então vou servir-me em seu lugar — e comeu a parte da cegonha. 

Vendo o rosto risonho da raposa, a cegonha logo percebeu que fora motivo de ridículo. Sentiu-se extremamente humilhada. 

“Hei de me vingar”, decidiu.

Dias depois, a cegonha encontrou a raposa.
— Raposa, preparei um jantar maravilhoso. Não gostaria de se juntar a mim?
Então, serviu a comida dentro de um pote longo e estreito. O cheiro era delicioso. Porém, a raposa não conseguia alcançar a refeição. Ficou circulando em torno do pote. 

— O que está fazendo, dançando? Não acha melhor comer primeiro? — caçoou a cegonha. 

Dessa vez, foi a raposa que voltou para casa frustrada. 

Esta é apenas uma fábula infantil, mas que tem muito a ensinar aos adultos. Diz o ditado: “Quem com ferro fere, com ferro será ferido”. Mas, no caso da fábula, foi apenas a raposa que sofreu as consequências dos seus atos? 

A cegonha foi a primeira vítima — porém, no momento em que decidiu se vingar, cometeu o mesmo erro da raposa. Caso a história continuasse, a raposa não retaliaria? Não é difícil imaginar que essa rusga poderia evoluir para uma briga séria. 

É possível ver nesta fábula o padrão das disputas entre os seres humanos. 

Ainda que sejamos alvo de injustiças ou críticas infundadas, se conseguirmos enxergar, ter a serenidade e a consciência de que a vingança será seguida de vingança, poderemos evitar que o problema assuma grandes proporções. 

(Conto de Yutaka Yamazaki, autor, editor-chefe, presidente da Ichimannendo Publishing – Tokyo, Japan e vice-presidente da ITIMAN. No Japão, Yutaka Yamazaki assina seus livros como Koichi Kimura, seu nome artístico.)

Conheça A arte da empatia, um dos livros publicados em português de Yutaka Yamazaki.

Please wait while flipbook is loading. For more related info, FAQs and issues please refer to DearFlip WordPress Flipbook Plugin Help documentation.

Saiba quem é Yutaka Yamazaki no artigo abaixo.

mm
Autor de vários livros japoneses de contos, narrativas e romances históricos, típicos da milenar cultura japonesa. Diretor-presidente e editor-chefe da Ichimannendo Publishing Co. Ltd. e vice-presidente da ITIMAN.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *