Blog

  • Home
why we live

A história gira à volta de Ryōken, um jovem que lamenta o seu infortúnio e que desprezava os templos e monges. Colocou toda a sua esperança no seu filho por nascer, mas infelizmente um acidente levou tudo dele. Neste tempo de desespero e sofrimento na escuridão, Ryōken cruza-se com os ensinamentos do monge Rennyo. Ele dá a resposta a “porque vivemos”, como revelado pelo monge Shinran. Ao descobrir um novo significado para a vida, Ryōken torna-se o discipulo de Rennyo.

Perturbados com o aumento de seguidores em Honnodera, as outras escolas Budistas perseguem Rennyo e Ryōken, até sairem de Quioto.

Ao procurarem o novo local para a escola budista, ambos chegam a Yoshizaki (Fukui) na região de Hokuriku.

Hideaki Oba (Alice in the Country of Hearts: Wonderful Wonder WorldPandalianOmakase Scrappers) dirige este filme, Kentetsu TakamoriKiyoto Wada escreveram em conjunto o guião. Masaaki Kannan (Hetalia – Axis PowersOishinboGifū Dōdō!! Kanetsugu to Keiji) desenharam os personagens e Suurkiitos tem a distribuição do filme.

O elenco conta com o ator  Kotaro Satomi (Agatha Christie no Meitantei Poirot to Marple) é o seu primeiro papel num filme anime, dando voz a Rennyo, ainda Katsuyuki Konishi como Ryōken, Hideyuki TanakaAyumi Fujimura, e Takaaki Seki.

Ichimannendo produziu e vendeu um milhão de cópias do livro original em japonês, foi também publicada a tradução em inglês com o nome You Were Born for a Reason: The Real Purpose of Life.

De 1992 a 1999, AIC produziu Sekai no Hikari: Shinran Seijin, uma série em anime, em seis partes, sobre a vida do monge Shinran.

Fonte: Anime News Network

https://secure.gravatar.com/avatar/ad516503a11cd5ca435acc9bb6523536?s=90
Formada por pessoas simples mas com um coração enorme, que desejam partilhar os conhecimentos adquiridos ao longo dos anos, cada um dentro da sua área de especialidade e do caminho percorrido até os dias atuais, mas todos com um único objetivo: eliminar o sofrimento humano e proporcionar a felicidade plena nesta vida, propósito da vida de todas as pessoas.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *