Blog

  • Home
YouTube_Os 7 tipos de doação sem bens materiais

O episódio histórico do Budismo narrado no vídeo abaixo, que aconteceu há 2600 anos na Índia, ilustra que para praticar a generosidade basta um mínimo de boa vontade e humanidade. 

Buda Shakyamuni ensinou que todos os dias devemos praticar boas ações, mesmo que pequenas, e evitar as más ações. Dentre as boas ações, a mais importante é a generosidade. Ele diz que devemos ofertar dinheiro e bens para ajudar os menos favorecidos e as pessoas em dificuldade, e devemos esforçar-nos para levar alegria ao maior número de pessoas. 

Shakyamuni explicou, também, que mesmo alguém sem dinheiro ou bens materiais pode fazer sete tipos de doações. Para isso, basta possuir o sentimento de consideração às pessoas. 

Este é o ensinamento chamado «Sete doações sem bens materiais», que é explicado no Sutra dos tesouros variados

1. Interagir com um olhar afetuoso

Oferecer um olhar gentil significa ter um brilho cálido e gen- til nos olhos. Um olhar amigo, carinhoso, levanta o ânimo de todos ao redor e consola quem está deprimido. 

2. Interagir com um sorriso sincero e meigo no rosto 

Oferecer um sorriso quer dizer simplesmente sorrir. O sorriso é como o Sol, ilumina todos à sua volta, alivia o sofrimento e deixa-nos contentes. Também cria harmonia e acalma o ambiente. 

3. Dizer palavras sinceras

Oferecer palavras gentis significa dizer coisas boas. Palavras gentis ditas com sinceridade deixam todos felizes. Assim, elogiar, cumprimentar, demonstrar preocupação, incentivar e agradecer são formas de doar palavras. Portanto, cumprimentar os outros com um sorriso e um olhar alegre é uma ótima doação.

4. Trabalhar para o bem das pessoas e da sociedade 

Significa oferecer ajuda física e o nosso tempo para o bem-estar das pessoas e da sociedade. Por exemplo, ajudar na limpeza de um local, resgatar vítimas de um acidente, carregar objetos pesados, fazer compras no supermercado para pessoas impossibilitadas, são formas de doar através do nosso corpo, esforço físico e tempo. 

5. Expressar palavras de gratidão, como «por favor» e «obrigado» 

Esta boa ação significa oferecer o sentimento, o nosso coração, com toda a sinceridade. É ser empático, compreensivo e ter consideração ao ver o cansaço, o sacrifício, o sofrimento ou a angústia do outro, provendo-lhe conforto e bem-estar. 

6. Oferecer o lugar ou a vez

É gentilmente ceder o nosso lugar, a nossa vez aos mais necessitados, ou seja, pensar primeiro nos outros. 

7. Oferecer acolhimento a quem precisa
Significa oferecer abrigo e amparo às pessoas necessitadas. 

Estas são as sete boas ações que qualquer um pode fazer, mesmo sem nenhum bem material, a qualquer hora e em qualquer lugar. 

O nosso destino é construído a partir de pequenas ações diárias. Temos sempre oportunidades para fazer o bem e praticar boas ações. Basta ter boa vontade e intenção sincera. 

Este conteúdo faz parte do livro CAUSA E CONSEQUÊNCIA – Filosofia budista para o dia a dia.

Dúvidas, perguntas e comentários podem ser enviadas para Mauro Nakamura, pelos seguintes meios:

mm
Professor de filosofia budista, autor, diretor de conteúdo e presidente da ITIMAN. Diretor internacional da Ichimannendo Publishing Co. Ltd. - Tóquio, Japão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *