Blog

  • Home
sky-960089_1920

Quando o futuro é incerto o presente fica cheio de insegurança e ansiedade.

Já percebeu isto?

Sim, o ser humano é totalmente influenciado pelo futuro, e não é exagero algum dizer que a nossa vida presente é moldada pelo futuro.

Para compreender melhor, vamos imaginar algo assim. Suponhamos que um avião com 300 passageiros a bordo esteja voando bem no meio do oceano Atlântico. O voo parece seguro, no entanto, há vazamento de combustível e o medidor revela que o nível dele está baixando rapidamente. O combustível que resta é suficiente apenas para mais uma hora e não há lugar para aterrar.

Os passageiros começam a perceber que algo está errado e todos ficam nervosos e inseguros. Numa situação assim, será que alguém consegue pensar: “Ainda estamos voando e tem mais uma hora de voo. Então, vamos assistir um filme. Traga mais comida! Vamos comer o quanto for possível, já que vamos morrer mesmo!”?

De fato, o avião ainda está voando, porém, o que irá acontecer depois de uma hora? Só restará cair no meio do oceano, ou seja, o futuro deste avião é de completa escuridão.

Os passageiros que tomaram conhecimento deste futuro, não conseguirão mais saborear qualquer refeição e assistir nenhum filme. A viagem agradável dará lugar ao medo, pânico e insegurança total.

Se compararmos a nossa vida com uma viagem de avião, a descolagem será o nosso nascimento, o tempo de voo a duração da nossa vida e a aterragem equivalerá à morte.

A situação das pessoas que vivem esta vida sem saber do propósito da vida é semelhante à dos passageiros que estão no voo citado acima. O voo ainda não terminou e todos podem comer e se divertir com os aparelhos de entretenimento do avião, mas o fato do avião estar com muito combustível mas sem um local para aterrar, faz com que os passageiros sintam uma grande insegurança, ansiedade e até desespero, que os impedem de sentir a satisfação de saborear uma boa comida e se divertir.

Da mesma forma, por mais que tenhamos esta vida e posses materiais que nos possibilitem viver de maneira confortável, não sentimos a plena e duradoura felicidade porque carregamos dentro de nós a insegurança, a ansiedade e a incerteza em relação à morte e ao pós-morte, futuro que com certeza virá para toda a humanidade.

A filosofia budista explica que esta incerteza em relação ao pós-morte é a raiz, a causa básica do sofrimento humano e indica um caminho para a sua solução, nesta vida.

Este caminho consiste em ouvir o ensinamento do budismo, para conhecer, saber, esclarecer as dúvidas, compreender, praticar no dia a dia até chegar à certeza de que é possível obter uma felicidade plena e duradoura enquanto somos saudáveis e temos vida para saborear por completo as alegrias que ela nos oferece.     

Maiores explicações sobre este tema são apresentadas no livro “Porque Vivemos”.

mm
Professor de filosofia budista, cultura japonesa e pensamento nipónico, autor, diretor de conteúdo e presidente da ITIMAN. Diretor internacional da Ichimannendo Publishing Co. Ltd. - Tóquio, Japão.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *