Blog

  • Home
fruit-3247447_1920

Existem situações na vida em que pessoas tiram proveito daquelas que agem honestamente e, por isso, acabam por criar conceitos enganosos de que “quem é honesto é tolo”.

Este conceito equivocado nasce a partir do desconhecimento ou ignorância sobre a existência dos três mundos: o mundo passado, mundo presente e mundo futuro.

“Mundo Passado” refere-se ao período anterior ao nosso nascimento, “Mundo Presente” é o período que abrange o nosso nascimento nesta vida até a morte, e o “Mundo Futuro” refere-se ao pós-morte.

Há um famoso provérbio japonês, que diz: “Pêssego e castanha levam três anos para serem colhidos. Mas o dióspiro demora oito anos”. Isto significa que existem sementes que levam pouco tempo para darem os frutos, mas há outras que demoram muito mais.

A filosofia budista ensina, a partir do Princípio da Causalidade, que as consequências surgem na nossa vida de acordo com o que nós semeamos: “Boas ações resultam em boas consequências. Más ações geram más consequências. Minhas ações produzem as consequências na minha vida”.

Como as consequências dependem de condições propícias para surgirem, assim como o pêssego, a castanha e o dióspiro têm o seu próprio tempo, que depende da existência de condições como temperatura ambiente, do estado do solo, luz solar e quantidade de água, o tempo que cada ação que praticamos leva para se transformar em consequência também poderá ser diferente.

Há consequências em nossa vida que são provenientes de ações praticadas nesta vida, assim como há aquelas que foram geradas por ações feitas em vidas passadas. Da mesma forma, existem ações que só produzirão consequências em outras vidas.

Pode até acontecer de uma pessoa de má índole tirar proveito da honestidade alheia e, com isso, a pessoa enganada sofrer. No entanto, a boa ação da honestidade, de agir corretamente, com certeza, irá gerar boas consequências no futuro da pessoa honesta.

Por isso, ser honesto jamais será ser tolo.

Vale a pena viver em conformidade com o Princípio da Causalidade e ser honesto, sempre. Em qualquer lugar e situação, vamos praticar o bem e agir corretamente!

Saiba mais sobre o Princípio da Causalidade no vídeo abaixo.

Dúvidas, perguntas e comentários podem ser enviadas para Mauro Nakamura, pelos seguintes meios:

Mauro M. Nakamura
Professor de filosofia budista, autor, editor de conteúdo e presidente da ITIMAN. Diretor internacional da Ichimannendo Publishing Co. Ltd. - Tóquio, Japão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *